quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Em um reino muito distante, havia um belo príncipe a procura de sua princesa, mas ele chegara a conclusão de que não se fazem mais princesas como as de antigamente. Elas estão cada vez mais independentes e cheias de auto-estima, pensava. Foi-se o tempo em que elas eram sensíveis, delicadas e submissas. Hoje elas fazem sexo casual, bebem, fumam, torcem no futebol, discutem política e pagam a conta.

Em quanto isso em um reino vizinho, uma linda princesa, delicada e sensível pensava o quão azarada era por não conseguir encontrar o príncipe dos seus sonhos, um rapaz bonito, que a levasse para morar em um castelo incrível, pagasse sua academia, sua manicure, cabelereiro, massagem, lhe desse jóias, presentes e trocasse sua carruagem todo ano. Não sabia o que havia de errado com ela.

Mas a noite prometia, se encontraram no jóquei, trocaram olhares, ela apostando no cavalo branco dele e ele maravilhado com a notável beleza dela. Porém, bastaram cinco minutos para que a princesa notásse o quão pão duro o príncipe era: - Imagina, ele não quis pagar um drink para mim. - reclamou para sua dama de companhia. E o nosso querido príncipe saiu decepcionado por perceber que a linda princesa não passava de uma menininha fútil, sem nada na cabeça além da coroa.

Voltaram ambos para o castelo lamentando a má sorte. Tadinhos.

4 comentários:

Macaco disse...

Tá vendo, esses são os que não sabem o que querem da vida... a princesa parece que sabia...

Isabel disse...

eu acrdito em contos de fadaaas !!
hahaha...

bjoo

Fernanda Conrado disse...

Ainda bem que é conto de fadas.... rsrsrsrrs

Tiago F. Moralles disse...

Desencanto de fadas.